Segurança

Introdução

As garrafas de gás são construídas de modo a resistirem aos choques e às altas pressões pelo que, em utilização normal, são perfeitamente seguras. Para além disso as garrafas da OZ Energia têm TODAS uma válvula de segurança que reduz a probabilidade de explosão caso haja um aumento significativo da pressão no seu interior (normalmente por ação do calor, por exemplo em caso de incêndio).

Cuidados a ter na utilização de garrafas de gás:

  • Não deve utilizar ou armazenar garrafas de gás em caves.
  • As garrafas de propano não devem ser armazenadas no interior das habitações;
  • Quando ligar o redutor à válvula da garrafa verifique se ficou bem ajustado;
  • Não utilize ferramentas para resolver eventuais dificuldades no manuseamento da válvula ou do redutor;
  • Evite maus tratos que podem afetar as condições de segurança da válvula, do redutor ou do tubo;
  • Nunca deite ou inverta a garrafa quando está em utilização;
  • Não substitua a garrafa vazia por outra cheia, próximo de lume ou chama;
  • Verifique regularmente que o tubo de borracha e as abraçadeiras se encontram em boas condições e com o aperto adequado. Verifique a data de validade do tubo de borracha;
  • Assegure que os equipamentos de queima são instalados e reparados por técnicos credenciados, permitindo assim, que o trabalho é feito em condições de segurança
  • Se suspeitar de alguma deficiência na válvula da garrafa ou no funcionamento do seu redutor, incluindo fugas de gás, dirija-se ao seu fornecedor – VIMAGÁS.

Como agir em caso de emergência

Se cheirar a gás ou detetar uma fuga de gás:

 DEVE:

  • Arejar o local abrindo portas e janelas;
  • Cortar de imediato o fornecimento de gás, fechando as válvulas de segurança  ou o redutor ;
  • Evacuar o local calmamente;
  • Ligar para o contacto de emergência.

NUNCA DEVE:

  • Ligar ou desligar luzes ou equipamento elétricos;
  • Tocar  à campainha, usar o telefone ou telemóvel. Para telefonar deverá sair para o exterior, longe do local afetado;
  • Fazer lume (não acender velas!).
  • Caso necessite de uma lanterna esta deverá ser aintideflagrante ou então terá de acendê-la  no exterior, fora do local afetado.
  • Nunca faça lume (fósforo, isqueiro) para procurar uma fuga de gás. Deverá utilizar água com sabão.

Primeiros Socorros

Caso ocorra a inalação de grandes quantidade de gás

A inalação de concentrações elevadas de gás (acima de 10%), pode originar efeito narcótico com sintomas de fraqueza, dores de cabeça, tonturas, confusão e inconsciência, podendo ser fatal.

Em caso de inalação, deslocar a vítima para o ar livre, tomando todas as precauções para evitar incêndios, explosões e a inalação de gás pelos socorristas. Manter a vítima aquecida. Vigiar o pulso e a respiração.

Contactar o 112

Caso ocorra o contacto com a pele do gás na fase líquida

O contacto do produto líquido com a pele pode provocar queimaduras pelo frio.

Lavar imediatamente a zona afetada com água e sabão. Retirar o vestuário contaminado, desde que não esteja “colado” à pele. Obter ajuda médica.

Caso ocorra o contacto com os olhos

O contacto do produto líquido com os olhos pode provocar lesões graves.

Lavar imediatamente os olhos com água abundante durante cerca de 15 minutos (remover lentes de contacto quando aplicável). Cobrir os olhos com uma compressa esterilizada. Consultar imediatamente um médico.